E O LEÃO DO IMPOSTO DE RENDA? ELE NÃO PEGOU CORONAVIRUS E ESSE ANO VIRÁ COM UMA FOME AINDA MAIOR… SAIBA COMO NÃO CAIR NA MALHA FINA!

Esse é um momento delicado na saúde da população e na economia do país, contudo um assunto muito importante que estará em pauta mais pra frente é a Declaração do Imposto de Renda… Em meio à crise que está se instalando, o apetite do Leão virá ainda maior, afinal o rombo no caixa do governo, seja pela redução da arrecadação ou pelo custo do efeito coronavirus será gigantesco… Sendo assim, com a digitalização das informações monetárias e o cruzamento dos dados fiscais, será um Deus nos acuda para fugir das garras do felino mais temido do contribuinte!!! O governo já adiou o prazo final de entrega, mas agora entramos no mês final e pode apostar que ele vem com muita fome, por isso nós da WG Contabilidade, já estamos cuidando do IR dos nossos clientes para não deixarmos para a última hora e aproveitamos para deixar algumas dicas para você não cair na malha fina!!!

Com que frequência você faz reuniões em sua empresa?

Com que frequência você faz reuniões?

Em geral pergunto isso quando estou em uma consultoria, e como você deve imaginar as respostas em sua grande maioria é zero ou quase nada. Infelizmente as pessoas deixam de fazer o básico, o primordial e dizem que buscam sucesso. Aprendi lendo o Livro A Lei do Triunfo que ganhei em meu curso do Master Maind uma frase muito marcante “as pessoas bem-sucedidas fazem diariamente o que as pessoas sem sucesso fazem ocasionalmente”. É isso aí, “precisamos começar do começo” fazer do básico ao acabamento igual a construção de uma casa. Tem gente montando o alicerce da empresa mas antes de subir as paredes já esta gastando com o acabamento.

As reuniões devem existir e com boa frequência. Nelas devem ser discutidos os problemas e apontados os caminhos para correção, para melhora. E na próxima reunião devemos avaliar o que andou sobre a reunião anterior, é aí que as coisas começam a caminhar para melhor, começam a sair do papel e a mostrar resultados.

Por: Fabricio Grippe